São Paulo vai retirar diversos benefícios fiscais a partir de novembro de 2020

Compartilhe:

Decreto nº 65.156/2020 (DOE-SP de 28/08) fixou como termo final 31 de outubro e 31 de dezembro de 2020 para aplicar isenção (Anexo I do RICMS/00), redução da carga tributária (Anexo II do RICMS/00) e também crédito outorgado (Anexo III do RICMS/00).
 
Com esta medida, benefícios fiscais de diversos artigos do Anexo I, II e III do Regulamento do ICMS perderão validade a partir de 1º de novembro de 2020 e janeiro de 2021 no Estado de São Paulo.
Quer saber quais dispositivos perderão validade? Confira aqui lista completa.
Na prática com o fim dos benefícios fiscais, diversos segmentos sofrerão aumento da carga tributária, confira:
 
1 – Operações hoje beneficiadas pela isenção do ICMS (Anexo I do RICMS/00) serão tributadas pelo imposto a partir de novembro de 2020 e janeiro de 2021.
2 – Já as operações hoje beneficiadas pela redução da carga tributária (Anexo II do RICMS/00) passarão a partir de 1º de novembro de 2020 e janeiro de 2021 a calcular e recolher o ICMS sem este benefício.
3 – E as operações hoje beneficiadas pelo crédito outorgado perderão também este benefício (Anexo III do RICMS/00).
 
O Decreto nº 65.156/2020 estabeleceu termo final, em 31 de outubro de 2020 e 31 de dezembro de 2020, de diversos benefícios fiscais previstos nos Anexos I, II e III do Regulamento do ICMS, que concedem, respectivamente, isenções, reduções de base de cálculo e créditos outorgados.
Atualmente, a vigência desses benefícios fiscais vincula-se à vigência dos convênios celebrados no âmbito do Confaz que autorizam a sua concessão.

Para evitar problemas na emissão de documento fiscal e apuração incorreta do imposto, fique atento! Altere os parâmetros fiscais!

Abaixo, seguem a lista dos benefícios fiscais que sofrerão as alterações:
 

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Art. 1º Passam a vigorar, com a redação que se segue, os dispositivos adiante indicados do Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – RICMS, aprovado pelo Decreto 45.490 , de 30 de novembro de 2000:

 
I – do Anexo I:
a) o parágrafo único do artigo 4º:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
b) o parágrafo único do artigo 12:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
c) o § 3º do artigo 14:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
d) o § 5º do artigo 18:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
e) o § 14 do artigo 19:
“§ 14. Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
f) o parágrafo único do artigo 27:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
g) o parágrafo único do artigo 34:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
h) o § 5º do artigo 38:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
i) o § 2º do artigo 40:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
j) o § 3º do artigo 48:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
k) o parágrafo único do artigo 49:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
l) o parágrafo único do artigo 51:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
m) o § 2º do artigo 52:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
n) o § 3º do artigo 53:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
o) o § 2º do artigo 54:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
p) o § 3º do artigo 60:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
q) o parágrafo único do artigo 65:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
r) o § 2º do artigo 66:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
s) o parágrafo único do artigo 68:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
t) o parágrafo único do artigo 72:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
u) o § 9º do artigo 74:
“§ 9º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
v) o parágrafo único do artigo 75:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
w) o item 2 do § 4º do artigo 76:
“2 – vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
x) o § 2º do artigo 91:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
y) o § 3º do artigo 92:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z) o § 4º do artigo 94:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z1) o § 5º do artigo 97:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z2) o § 5º do artigo 109:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z3) o § 3º do artigo 112:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z4) o § 4º do artigo 113:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z5) o § 3º do artigo 116:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z6) o parágrafo único do artigo 120:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z7) o § 3º do artigo 122:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z8) o § 4º do artigo 124:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z9) o § 3º do artigo 125:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z10) o § 3º do artigo 129:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z11) o § 4º do artigo 130:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z12) o § 3º do artigo 131:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
z13) o § 4º do artigo 133:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z14) o § 5º do artigo 134:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
z15) o § 5º do artigo 138:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z16) o § 3º do artigo 143:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z17) o § 3º do artigo 146:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z18) o § 3º do artigo 150:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z19) o § 3º do artigo 151:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
z20) o § 2º do artigo 152:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z21) o § 3º do artigo 163:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
z22) o § 6º do artigo 164:
“§ 6º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
II – do Anexo II:
a) o § 3º do artigo 9º:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
b) o § 2º do artigo 10:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
c) o § 2º do artigo 12:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
d) o parágrafo único do artigo 14:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
e) o parágrafo único do artigo 15:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
f) o § 2º do artigo 17:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
g) o § 5º do artigo 25:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
h) o § 3º do artigo 40:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
i) o § 6º do artigo 41:
“§ 6º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
j) o § 3º do artigo 42:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
k) o § 2º do artigo 43:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
l) o § 2º do artigo 46:
“§ 2º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
m) o § 3º do artigo 63:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
n) o § 3º do artigo 64:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
o) o § 3º do artigo 66:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
p) o parágrafo único do artigo 70:
“Parágrafo único. Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
III – do Anexo III:
a) o § 4º do artigo 4º:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
b) o § 3º do artigo 14:
“§ 3º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
c) o § 4º do artigo 20:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR);
d) o § 4º do artigo 44:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR).
 

Art. 2º Ficam acrescentados, com a redação que se segue, os dispositivos adiante indicados ao Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – RICMS, aprovado pelo Decreto 45.490 , de 30 de novembro de 2000:

 
I – o § 5º ao artigo 41 do Anexo I:
“§ 5º Este benefício vigorará até 31 de dezembro de 2020.” (NR);
II – o § 4º ao artigo 1º do Anexo II:
“§ 4º Este benefício vigorará até 31 de outubro de 2020.” (NR).
 
 
Fonte: Contabilidade na Tv
 

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Artigos relacionados

Quais as prioridades de tecnologia para 2022, segundos CIOs?
Como um CHRO pode se tornar mais estratégico em 2022?
Gestão Ágil veio para ficar ou é uma tendência passageira?