Fluxo de Caixa Operacional – O que é? Como Funciona?

Fluxo de Caixa Operacional - O que é? Como funciona?

Compartilhe:

Administrar uma empresa é uma atividade repleta de desafios, e saber se o retorno do seu negócio está sendo positivo é o maior deles. Para obter essa informação é que o Fluxo de Caixa Operacional existe, mas como funciona essa ferramenta? Como calculá-lo?
Esses termos mais complexos podem acarretar na complicação do entendimento de como essas ferramentas podem funcionar. E é por isso que no post de hoje iremos falar sobre o que é e como funciona o Fluxo de Caixa Operacional. 

O que é?

Administrar os fluxos de uma empresa é uma das principais atividades realizadas pelos gestores para se medir o retorno dela. De maneira geral, podemos dizer que todas as entradas e saídas da organização são consideradas fluxos de caixa. 
Ou seja, quando as entradas são maiores que as saídas, o saldo é positivo, enquanto no saldo negativo, as saídas são maiores que as entradas. Esse panorama serve para medir quais os lucros da empresa de uma forma mais ampla, além de detalhar o que falta e o que sobra dentro de determinada organização. 
Esse cálculo leva em consideração a mão de obra, contas de luz e água e demais gastos, porém, sem levar em conta investimentos, juros monetários e variações de mercado. 
A importância do Fluxo de Caixa Operacional se dá pelo fato de que é essencial saber qual o mínimo de recursos que cada negócio precisa para manter-se funcionando sem prejuízos e sem atravancar o desempenho e a entrega da matéria final. 

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Como funciona o Fluxo de Caixa Operacional?

Para realizar esse cálculo, leva-se em conta o lucro antes do imposto de renda (LAIR) somado à Desvalorização  e subtraindo-se os impostos LAIR. 
Ou seja, a fórmula ficaria:
LAIR + DESVALORIZAÇÃO – IMPOSTOS LAIR = FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL.
Para exemplificar, simulemos uma empresa que tenha LAIR igual à R$50.000,00, uma desvalorização de R$5.000,00 e de impostos pague R$10.000,00.
Na prática, teríamos: 50.000 + 5.000 – 10.000
Dessa forma, sabe-se, então, que o Fluxo de Caixa Operacional da empresa X é de R$45.000,00.
Mantendo esse fluxo de forma positiva, é o único método de traçar planos para o seu negócio a longo prazo, pois com ele em mãos, fica mais fácil saber se suas demandas e suas entregas estão em plena harmonia. 
Para isso, a StarSoft oferece a solução completa para a gestão financeira de sua empresa, de modo que o Fluxo de Caixa Operacional é exibido de maneira gráfica, exibindo a exportação de informações previstas e realizadas.
Além da consulta dos acontecimentos financeiros relacionados aos fluxos em um determinado período, comporta a visualização em diferentes moedas, aceitando a manipulação, alteração, inclusão ou exclusão de informações, projetando diferentes cenários.
Entre em contato com a gente ou preencha este formulário e tire todas as suas dúvidas sobre nossas soluções.

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Artigos relacionados

Quais as prioridades de tecnologia para 2022, segundos CIOs?
Como um CHRO pode se tornar mais estratégico em 2022?
Gestão Ágil veio para ficar ou é uma tendência passageira?