Como efetuar um planejamento para o décimo terceiro salário?

Como efetuar um planejamento para o décimo terceiro salário

Compartilhe:

Estamos chegando ao final de 2021 e, com ele, o pagamento do décimo terceiro salário dos colaboradores. Essa é uma das obrigações das empresas previstas na legislação brasileira.

O pagamento do “décimo” é inevitável, portanto, os profissionais de RH precisam estar atentos ao encargo no período correto. E, caso não ocorra, poderá ter que pagá-lo acompanhado de outros passivos trabalhistas e, obviamente, multas por eventual litígio processual.

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Então, para efetuar essa obrigatoriedade corretamente, leia o texto completo com algumas orientações como desenvolver um planejamento para o décimo terceiro.

Relembrando quem tem direito ao 13° salário

O salário extra, também conhecido como décimo terceiro salário, é um direito constitucional garantido na legislação brasileira, o qual deve ser pago para todos os trabalhadores com carteira assinada.

Assim, essa obrigatoriedade para as empresas começa a vale a partir do 15° dia de trabalho do colaborador.

Regras de pagamento do décimo terceiro salário

O valor pago aos colaboradores no décimo terceiro salário acontece como regra conforme meses trabalhados. Ou seja, se o colaborador começou a trabalhar em junho, por exemplo, quando chegar ao final do ano, ele receberá o valor correspondente a esse período.

E vale lembrar que os profissionais que saíram da empresa antes do final do ano também têm direito ao décimo terceiro.

Normalmente, o décimo é pago no momento da rescisão trabalhista. Entretanto, não é garantido em caso de demissão por justa causa.

Sugestão de leitura: Situações previstas na CLT que geram justa causa

#Atenção: para os profissionais sem vínculo empregatício, o pagamento 13° salário não é obrigatório. Contudo, o empregador pode proporcionar esse benefício.

Como é feito o cálculo?

O levantamento do valor a ser pago aos colaboradores, por regra, é feito pelos profissionais de RH e também Contabilidade. Sendo assim, eles realizam o cálculo do décimo terceiro salário de maneira proporcional aos meses trabalhados ao longo do ano.

Além disso, nessa mesma época, o setor de Recursos Humanos ainda administra o pagamento de tributos, como FGTS, INSS e Imposto de Renda, que incidem na folha.

Como planejar o pagamento do décimo terceiro salário?

Mesmo que o décimo terceiro salário seja uma regra válida há anos, ainda há dúvidas em como otimizar o planejamento desse tributo aos colaboradores.

Dessa maneira, auxiliar o RH a ser mais organizado e proporcionar vantagem aos negócios. Portanto, confira algumas sugestões de como planejar o pagamento do décimo terceiro salário.

Ter planejamento financeiro

Ter um planejamento financeiro vai muito além de criar uma planilha de pagamento, pois é uma ação que envolve o desenvolvimento com antecedência.

Sendo assim, os profissionais de recursos humanos podem desenvolver ações, como:

  • Organizar o pagamento ao longo dos meses;
  • Calcular o valor total de todos os tributos, como FGTS e INSS;
  • Realizar reservas financeiras nos meses no ano.

Além disso, os profissionais podem planejar o pagamento do 13º salário por meio de provisionamentos mensais.

Ou seja, isso pode significar guardar 1/12 do salário do colaborador a cada mês. Dessa maneira, o impacto no financeiro é menor ou nulo.

Atentar-se aos prazos

Um detalhe importante atrelado ao décimo terceiro salário é o prazo da primeira parcela, que pode ser efetuado entre o 1° de fevereiro e o dia 30 de novembro. E, também em razão de pedido de férias do empregado**.** Portanto, é fundamental se atentar a esses prazos.

Nessa primeira parcela, não há descontos de INSS ou IRRF (Imposto de Renda). Esteja atento também ao recolhimento do FGTS sobre a parcela, que ocorre até o dia 07 de dezembro. Contudo, se pago em novembro ou em férias, pagamento é efetuado até o mês subsequente.

Em relação à segunda parcela, ela é paga até o dia 20 de dezembro. Dessa maneira, já há incidência do INSS e IRRF sobre o valor total do 13° salário.

Já o FGTS pode ser recolhido até 07 de janeiro. Portanto, são alguns prazos e isso pode gerar dúvidas. É importante se atentar às datas e se organizar.

Elabore um calendário

Como um gancho da informação anterior, desenvolver um calendário é fundamental! Isso assegura que o RH realize o pagamento correto, que os colaboradores recebam o valor e que a empresa esteja em conformidade com a legislação.

Uma sugestão clara de calendário é:

  • 1ª parcela do décimo terceiro: 01 de fevereiro até 30 de novembro;
  • 2ª parcela: até o dia 20 de dezembro.

Utilize tecnologia

Para concluir, os Recursos Humanos deve utilizar a tecnologia como aliada. Hoje, existem softwares que automatizam os processos, inclusive dos pagamentos dos colaboradores.

Assim, os profissionais de RH podem utilizar seu tempo sendo estratégicos e planejados, deixando as tarefas rotineiras e repetitivas para os sistemas de gestão. Alguns exemplos são:

  • Software para folha de pagamento;
  • Administração de pessoal;
  • Softwares integrados ao eSocial;
  • Hub de integração.

Em conclusão, o planejamento para realizar o pagamento do décimo terceiro salário ocorre por meio de estratégias, organização e recursos tecnológicos. Não esquecendo do fator essencial que são os profissionais de RH especializados em sua área.

Leia também: Como criar uma cultura ágil por meio da liderança

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Artigos relacionados

Quais as prioridades de tecnologia para 2022, segundos CIOs?
Como um CHRO pode se tornar mais estratégico em 2022?
Gestão Ágil veio para ficar ou é uma tendência passageira?