Como a nuvem impulsiona os negócios

Como a nuvem impulsiona os negócios

Compartilhe:

A computação em nuvem já é uma realidade para muitas empresas, e isso ocorre desde organizações menores até as maiores. Entre as de médio porte, 90% dos gestores já optaram por esse recurso, segundo o estudo “Global Technology Adoption Index”. 

A nuvem, como é conhecida popularmente, também está inserida na vida das pessoas trazendo benefícios. Assim, os indivíduos utilizam em celulares, tabletes e computadores domésticos.

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Ou seja, o armazenamento online já está inserido em grande parte do cotidiano das pessoas. 

Para as corporações, as vantagens são ainda maiores. A nuvem já é uma tendência capaz de transformar os processos de trabalho para melhor, ampliar os resultados e elevar o crescimento. 

Neste artigo, vamos explicar como a nuvem impulsiona os negócios e por que isso acontece! 

A utilização da nuvem conforme os anos

Ainda em 2008, a revista inglesa The Economist já indicava que a tecnologia estava se transformando em uma ‘nuvem acessível em qualquer lugar’. A afirmação foi publicada na reportagem “Let it Rise”, que também citava como essa computação iria mudar profundamente a forma como as empresas e pessoas iriam trabalhar. 

Bom, tal informação realmente aconteceu e, hoje, em pleno 2021, a computação em nuvem tem grande relevância para as pessoas e organizações. 

Mas, naquela época, a nuvem ainda estava em processo de popularização. Os gestores utilizam uma tecnologia “parecida”, mas ainda estavam presos a servidores com menor capacidade. 

Por mais que os servidores começaram a ser comercializado em 2008, eram pouco escaláveis, tinham pouca capacidade de gerenciamento, armazenamento e processamento dos dados. 

Esse cenário foi começar a ser modificado somente anos depois. Em 2013, empreendedores passaram a aceitar mais essa tecnologia.

Foi quando líderes de empresas de pequeno, médio e grande porte gradativamente adotaram a tecnologia. 

Então, com gestores adaptados e gerando resultados positivos a partir da nuvem, demais empreendedores passaram a investir e desenvolver serviços em nuvem, como a Amazon, Google e Adobe, por exemplo. 

Com isso, a Cloud Computing demonstrou ser uma tecnologia surgiu. Assim, gestores mudaram a forma de fazer negócio e transformaram setores das organizações.  

Conforme o relatório The Global Risks Report 2020, a nuvem já é considerada a 4ª Revolução Industrial. E, ainda segundo esse estudo do Fórum Econômico Mundial, a computação em nuvem deve crescer ainda mais nos próximos anos. Até 2025, o investimento nessa solução pode chegar a US$ 623 bilhões. 

Serviços de computação em nuvem

A nuvem tem diferentes utilizações, de acordo com as necessidades de cada negócio. Assim, empreendedores podem utilizar as principais soluções:  

Armazenamento em nuvem: possibilita que usuários armazenem arquivos, gerenciem os dados, sincronizem o compartilhamento e realizem backup dos arquivos; 

Plataforma de Serviço: é um ambiente estruturado em nuvem, que permite que os profissionais desenvolvam, testem e gerenciem aplicações; 

Cloud Backup: neste, os usuários utilizam o serviço em caso de falhas, ataques ou perdas de arquivos; 

Nuvem impactando nos negócios

Por ser uma tecnologia escalável e rentável, gestores investem em computação em nuvem por ela trazer retornos consideráveis no dia a dia das empresas.

Além disso, esse recurso consegue modificar a maneira como profissionais de TI atuam na área. Dessa forma, esses profissionais atuam com mais estratégia.

Segundo uma pesquisa realizada pela Deloitte, gestores de pequenas e médias empresas utilizam serviços em nuvem e apresentam crescimento de 26%, e 21% em seus negócios.

Neste sentido, esses líderes acabam proporcionando rentabilidade para as empresas e negócios. 

Mas, a nuvem proporciona outras maneiras de otimização dos negócios. Portanto, empreendedores e gestores conseguem promover: 

  1. Aumento no faturamento 

Conforme levantamento da TNS Research, gestores tendem a faturar até 53% mais, pois investem em inteligência de dados . 

Isso ocorre porque essas lideranças tornam as organizações mais competitivas. A partir da digitalização dos processos, líderes acabam modificando a forma como criam e entregam produtos/serviços. 

  1. Otimização do tempo 

Tempo é dinheiro, certo? Pois muito bem, gestores otimizam seu tempo a partir do uso da computação em nuvem otimiza.

Ademais, os colaboradores conseguem também melhorar a atuação e as equipes de maneira geral. 

Acontece que, com essa tecnologia, líderes promovem processos mais ágeis. Por consequência, os profissionais não dedicam horas de seu tempo em backup.

Outro benefício é a ausência de equipamentos para transferir dados. Tudo acontece em tempo real! 

  1. Ampliação da segurança dos dados 

Por conta dos modos de segurança da informação e criptografia dos serviços em nuvem, os dados transitam com proteção entre os diferentes setores das empresas.  

Isso facilita a integração dos dados e das áreas, além de assegurar que todas as informações não sejam exportadas sem autorização prévia.  

Tal funcionalidade evita roubo e/ou perda de dados. Impede também crimes da internet que, infelizmente, ainda acontecem. 

Classificações

Existem inúmeras tecnologias e, conforme investimentos, esse leque de opções será elevado. Contudo, hoje, a maioria dos fornecedores de computação em nuvem trabalham com as seguintes soluções: 

Software como serviço (SaaS): neste modelo, gestores não precisam se preocupar manutenção e atualização, pois já adquire tudo de um único fornecedor, inclusive o software. 

Função como serviço (FaaS): assim, usuários executam e gerenciam tudo por meio de plataformas que não precisam de uma infraestrutura gigantesca. O serviço é associado, geralmente, a aplicativos. 

Containers como serviço (CaaS):  a partir dessa tecnologia, os profissionais de ti podem organizar, rodar e escalar soluções. 

Infraestrutura como serviço (IaaS): disponibiliza toda a estrutura por meio da internet. Dessa forma, os empreendedores não se preocupam com gerenciamento físico. 

Plataforma como serviço (PaaS): esse é um modelo de nuvem que proporciona uma plataforma 100% online. Por conta disso, gestores e usuários trabalham online e excluem a necessidade de uma infraestrutura física e até mesmo própria. 

Conclusão 

Bom, como pudemos constatar, a computação em nuvem é uma tendência que irá crescer e impactar positivamente nos negócios.  

Dessa forma, gestores, empreendedores e profissionais de maneira geral têm investido cada vez mais nessa tecnologia. 

Gostou desse conteúdo? Há outros artigos e materiais sobre nuvem em nosso blog!

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s.

Artigos relacionados

Quais as prioridades de tecnologia para 2022, segundos CIOs?
Como um CHRO pode se tornar mais estratégico em 2022?
Gestão Ágil veio para ficar ou é uma tendência passageira?